Portal da Prefeitura de Campo Largo.

Recadastramento eleitoral biométrico é obrigatório e começa dia 13

Eleitores de Campo Largo têm até dia 28 de março para comparecer ao Fórum Eleitoral. No Paraná, nove cidades já passaram por revisão biométrica

Publicada em: 09/01/2014 às 13:32

Entre 13 de janeiro e 28 de março, todos os eleitores de Campo Largo devem comparecer ao Fórum Eleitoral para o recadastramento biométrico. De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TER-PR), o eleitor deverá apresentar os seguintes documentos originais:

  • Documento oficial com foto
  • Título Eleitoral original, se houver
  • Cadastro de Pessoa Física (CPF), quando disponível
  • Comprovante de residência atual (de até três meses atrás), em nome do requerente, pais ou cônjuge

 

Para a emissão de primeiro título de eleitor, é exigido certificado de quitação com o serviço militar para homens entre 18 e 45 anos. Já para transferência de município, deve-se apresentar comprovante do endereço antigo de três meses até um ano atrás, também em nome do requerente, dos pais ou do cônjuge.

 

Recadastramento biométrico

Regulamentado pela Resolução-TSE nº 23.335/2011, o recadastramento biométrico está sendo realizado gradativamente pela Justiça Eleitoral em todo o país. A previsão do Tribunal Superior Eleitoral é que mais de 22 milhões de eleitores sejam identificados pelas digitais nas eleições de 2014.

 

No Paraná, nove municípios já passaram por revisão biométrica: Balsa Nova, Curitiba, Londrina, Tamarana, Maringá, Dr. Camargo, Floresta, Ivatuba e Paiçandu.

 

Para acompanhar o processo em todo o país, clique aqui.

 

Biometria

A palavra biometria vem do grego: bios (vida) e metron (medida). Designa um método automático de reconhecimento individual baseado em medidas biológicas (anatômicas e fisiológicas) e características comportamentais.

 

As biometrias mais implementadas, ou estudadas, incluem as impressões digitais, reconhecimento de face, íris, assinatura e até a geometria das mãos. As impressões digitais, por exemplo, vêm sendo usadas por mais de um século, enquanto a íris é objeto de estudo há pouco mais de uma década. Não existe ainda uma modalidade biométrica que se aplique em todas as situações.

 

Todo sistema biométrico é preparado para reconhecer, verificar ou identificar uma pessoa que foi previamente cadastrada. O procedimento de verificação ocorre quando o sistema confirma uma possível identidade comparando apenas parte da informação com o todo disponível. Já o processo de identificação confirma a identidade de um indivíduo, comparando o dado fornecido com todo o banco de dados registrado.

 

A biometria é usada em inúmeros lugares para melhorar a segurança ou conveniência dos cidadãos. No Brasil, a emissão de passaporte, de carteiras de identidade e o cadastro das Polícias Civil e Federal contam com sistemas biométricos.

 

Além disso, muitas empresas adotam tais sistemas para acesso às suas instalações ou utilização de seus serviços. É o caso de algumas academias de ginástica que usam leitura da impressão digital para controlar o acesso dos seus frequentadores.

 

Para o reconhecimento individual são coletados dados biométricos por meio de sensores que os colocam em formato digital. Quanto melhor a qualidade do sensor, melhor será o reconhecimento alcançado. No caso do cadastramento que será efetuado pela Justiça Eleitoral, os dados serão coletados por um scanner de alta definição.

 

 

Notícias na mesma categoria

Algumas regiões ficam sem energia nos próximos dias
Algumas regiões ficam sem energia nos próximos dias
Campo Largo representada na final da 51° Taça Paraná de Futebol Amador
Deptran altera sentido de cruzamentos com a Rua Xavier da Silva
Algumas regiões ficam sem energia nos próximos dias