Portal da Prefeitura de Campo Largo.

Recadastramento eleitoral biométrico é obrigatório e começa dia 13

Eleitores de Campo Largo têm até dia 28 de março para comparecer ao Fórum Eleitoral. No Paraná, nove cidades já passaram por revisão biométrica

Publicada em: 09/01/2014 às 13:32

Entre 13 de janeiro e 28 de março, todos os eleitores de Campo Largo devem comparecer ao Fórum Eleitoral para o recadastramento biométrico. De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TER-PR), o eleitor deverá apresentar os seguintes documentos originais:

  • Documento oficial com foto
  • Título Eleitoral original, se houver
  • Cadastro de Pessoa Física (CPF), quando disponível
  • Comprovante de residência atual (de até três meses atrás), em nome do requerente, pais ou cônjuge

 

Para a emissão de primeiro título de eleitor, é exigido certificado de quitação com o serviço militar para homens entre 18 e 45 anos. Já para transferência de município, deve-se apresentar comprovante do endereço antigo de três meses até um ano atrás, também em nome do requerente, dos pais ou do cônjuge.

 

Recadastramento biométrico

Regulamentado pela Resolução-TSE nº 23.335/2011, o recadastramento biométrico está sendo realizado gradativamente pela Justiça Eleitoral em todo o país. A previsão do Tribunal Superior Eleitoral é que mais de 22 milhões de eleitores sejam identificados pelas digitais nas eleições de 2014.

 

No Paraná, nove municípios já passaram por revisão biométrica: Balsa Nova, Curitiba, Londrina, Tamarana, Maringá, Dr. Camargo, Floresta, Ivatuba e Paiçandu.

 

Para acompanhar o processo em todo o país, clique aqui.

 

Biometria

A palavra biometria vem do grego: bios (vida) e metron (medida). Designa um método automático de reconhecimento individual baseado em medidas biológicas (anatômicas e fisiológicas) e características comportamentais.

 

As biometrias mais implementadas, ou estudadas, incluem as impressões digitais, reconhecimento de face, íris, assinatura e até a geometria das mãos. As impressões digitais, por exemplo, vêm sendo usadas por mais de um século, enquanto a íris é objeto de estudo há pouco mais de uma década. Não existe ainda uma modalidade biométrica que se aplique em todas as situações.

 

Todo sistema biométrico é preparado para reconhecer, verificar ou identificar uma pessoa que foi previamente cadastrada. O procedimento de verificação ocorre quando o sistema confirma uma possível identidade comparando apenas parte da informação com o todo disponível. Já o processo de identificação confirma a identidade de um indivíduo, comparando o dado fornecido com todo o banco de dados registrado.

 

A biometria é usada em inúmeros lugares para melhorar a segurança ou conveniência dos cidadãos. No Brasil, a emissão de passaporte, de carteiras de identidade e o cadastro das Polícias Civil e Federal contam com sistemas biométricos.

 

Além disso, muitas empresas adotam tais sistemas para acesso às suas instalações ou utilização de seus serviços. É o caso de algumas academias de ginástica que usam leitura da impressão digital para controlar o acesso dos seus frequentadores.

 

Para o reconhecimento individual são coletados dados biométricos por meio de sensores que os colocam em formato digital. Quanto melhor a qualidade do sensor, melhor será o reconhecimento alcançado. No caso do cadastramento que será efetuado pela Justiça Eleitoral, os dados serão coletados por um scanner de alta definição.

 

 

Notícias na mesma categoria

Informe Cocel: Algumas regiões ficam sem energia nos próximos dias
Interligação afeta abastecimento em Campo Largo
Serviços de interligação de adutoras em Campo Largo interrompem abastecimento nesta terça
Informe Cocel: Algumas regiões ficam sem energia nos próximos dias
Obra do novo sistema de água de Campo Largo entra na reta final