Prefeitura Municipal de Campo Largo

Notícias
Saúde

10 setembro 2019, 11:40

Secretaria de Saúde alerta sobre a Dengue

A Secretaria Municipal de Saúde, através do Departamento de Vigilância em Saúde, acompanha os dados dos casos de Dengue no Estado do Paraná rotineiramente. Com os levantamentos realizados na última semana, a Administração Pública ALERTA os cidadãos que no período epidemiológico de 29/07/2018 até 27/07/2019 (Informe Técnico da Dengue nº 44 de 2019 – atualizado em 30/07/2019), o estado registrou 23 óbitos pelo agravo, sendo que todos ocorreram entre os dias 16/03/2019 a 27/07/2019. Os óbitos foram registrados nos municípios de Foz do Iguaçu (3 casos), Cascavel (4 casos), Campo Mourão (1 caso), Paranavaí (3 casos), Maringá (2 casos), Londrina (9 casos) e Cornélio Procópio (1 caso).

Foram notificados 33 casos suspeitos de Dengue em Campo Largo. Destes, 22 casos foram descartados, 7 inconclusivos e 4 confirmados, porém todos os casos importados.

A partir do momento em que existe uma pessoa infectada pelo vírus da Dengue no município, basta ter a presença do vetor para iniciar um clico de transmissão autóctone (dentro da região/município).

Serviço Local – Desta forma, a Divisão de Vigilância em Saúde Ambiental realiza continuamente o monitoramento e controle de uma variedade de problemas decorrentes do desequilíbrio do meio ambiente, visando eliminar ou reduzir a exposição humana aos fatores prejudiciais à saúde.

Em relação aos focos de vetores do gênero Aedes encontrados pela equipe de Agentes de Endemias, nos últimos anos, o número de larvas encontradas vem crescendo de forma alarmante.

Conforme o gráfico 1 – Número de Focos de Mosquito Aedes, Campo Largo – PR, percebe-se que durante o ano de 2019 já foram encontrados mais de 160 focos, até o mês de julho – um número superior ao encontrado em todo o ano de 2018.

Com a saída do inverno, inicia-se um novo ciclo de transmissão das arboviroses. Por este motivo, a Vigilância Municipal informa a necessidade de redobrar a atenção aos possíveis criadouros de mosquitos.

 

Todo cidadão é responsável pelo combate ao mosquito transmissor das “arboviroses”. Cuidados como manter quintais limpos e sem água parada evitam a proliferação do mosquito. Também é necessário o descarte correto de resíduos, mantendo sempre limpos os potes de água dos animais domésticos, vistoriar locais onde pode haver acúmulo de água dentro de cada imóvel (calhas, geladeiras, vasos), além da manutenção dos terrenos particulares limpos, mesmo que ninguém resida no local.

A Secretaria de Saúde de Campo Largo ainda informa que tanto os Agentes de Combate às Endemias como os Agentes Comunitários de Saúde estão todos os dias trabalhando de casa em casa alertando a população campo-larguense sobre os cuidados para evitar a proliferação do mosquito Aedes.

É preciso o envolvimento ativo da população.

Qualquer dúvida ou maiores informações: contato com as Unidades Básicas de Saúde nos bairros.

Denúncias devem ser feitas através do canal 156.

Fonte das Informações: Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN), Boletins Informativos da Dengue (SESA-PR, disponível em: www.saude.pr.gov.br) e Sistema do Programa Nacional de Controle da Dengue (SISPNCD).